O que fazer para sair do “vermelho”

O que fazer para sair do “vermelho”

Quando falamos de finanças o maior desafio está em gastar menos do que se ganha, e por muitas vezes isso não acontece por isso escrevi esse artigo pra te ajudar a sair do vermelho

Você deve estar aí pensando: como posso não extrapolar meu orçamento se eu nem se quer consigo saber quanto eu gasto?

Se controlar suas despesas é um desafio pra você, vou te ensinar dois passos fundamentais para ter uma vida financeira mais organizada e ficar dentro do seu orçamento todos os meses.

O primeiro passo para “sair do vermelho” é estabelecer METAS INTELIGENTES. Você precisa controlar seus gastos e pra isso é necessário estabelecer limites pra eles, por isso ter metas de gastos é uma solução simples porém muito inteligente.

Estabelece um valor mensal para cada tipo de gasto que você tem durante o mês. Por exemplo, alimentação, transporte, saúde, lazer…. Assim o seu cérebro começará a entender que não existem limites, que há uma escassez pra esse tipo de consumo. E pode ter certeza que ele vai te deixar mais alerta aos valores que você gastar no seu dia a dia.

E pra te ajudar a se manter dentro dos valores estipulados vamos para o próximo passo.

O segundo passo para “sair do vermelho” é utilizar a TÉCNICA DOS ENVELOPES para se manter dentro das metas de gastos estabelecidas. Essa técnica consiste em dividir o seu dinheiro de acordo com os valores estipulados pra você gasto durante o mês e colocar o dinheiro em vários envelopes nomeados com os tipos de gastos (alimentação, transporte…) e durante o mês você vai utilizar este valor que tem no envelope.

Essa técnica é eficiente porque você vê a diminuição do dinheiro de cada envelope conforme vai gastando e isso é uma forma de tangibilizar os seus gastos pois por muitas vezes com o cartão de crédito a gente perde um pouco essa sensação de estar gastando dinheiro de verdade, o que faz com que percamos um pouco a noção do quanto gastamos.

E lembra da escassez que falei no passo anterior? Então, aqui ela entrará em ação. Conforme o dinheiro dos envelopes diminui se cérebro se atenta para a escassez futura estimulando você a consumir de forma mais consciente, poupando o dinheiro que está no envelope para que você não sofra com a escassez no fim do mês.

Assim você mantém um controle melhor dos seus gastos equilibrando o seu consumo diariamente pra que não falte dinheiro no fim do mês.

Se você tem dificuldade pra se organizar, ou acha que tem muitos tipos de gastos diferentes pra usar apenas a técnica dos envelopes o terceiro passo vai te ajudar a tornar isso mais simples e prático pro seu dia a dia.

Utilize meios de pagamento PRÉ-PAGOS para te ajudar no controle dos gastos isso facilitará o manuseio dos envelopes reduzindo a quantidade de envelopes que você vai precisar.

3 Dicas pra sair do vermelho colocando esses passos em prática

1- Utilize cartões de crédito pré-pago para determinado tipo de gasto como alimentação ou lazer. Assim no início do mês você carrega o cartão com o valor estipulado para determinada área e vai acompanhando o limite durante o mês.

Não recomendo usar mais de dois cartões pré-pagos, pois acima dessa quantidade você pode se enrolar com a quantidade de cartões para controlar e o nosso objetivo com essa técnica é tangibilizar ao máximo a utilização do dinheiro para que seu cérebro visualize essa diminuição de recurso disponível e aprenda a equilibrar melhor a intensidade do consumo para que tenha recurso disponível o mês inteiro e não precise enfrentar períodos de escassez no fim do mês. Se utilizar muitos cartões pode comprometer os resultados da técnica.

2- No caso do transporte você também pode utilizar o cartão pré-pago para passagens ou, caso utilize aplicativos como Yellow e Uber também já há meios de carregar o valor no inicio do mês e ir utilizando conforme sua demanda. Assim fica mais simples administrar seus gastos e ficar dentro do orçamento planejado.

O valor dessas recargas é um gasto que você pode colocar no seu cartão de crédito tradicional mesmo, pois você já conhece a meta de gasto estabelecida pra esses itens e não terá surpresas com a fatura.

3- Você também pode contratar serviços pré-pagos como internet e telefone, contratando planos com valores fixos que fiquem dentro da sua meta de gasto e para facilitar ainda mais sua vida, pode colocar essas cobranças em débito automático na sua conta corrente.

Lembrando sempre de dar uma passadinha lá pelo extrato pelo menos uma vez por semana para verificar se está tudo certo com relação aos valores e prazos. Além de lembrar o seu cérebro de que os recursos disponíveis tem limite e precisam ser controlados de forma inteligente para não acabar.

Se você realmente quer organizar sua vida financeira e sair do vermelho aplique essa técnica e utilize as dicas para cumprir cada passo dessa jornada rumo à organização financeira e ao enriquecimento inteligente.

mm
Juliana Castro

Consultora financeira, especialista em controladoria e finanças, mentora e idealizadora do projeto Rica Mente - Inteligência Financeira para Mulheres, que ensina finanças de forma descomplicada para que todas possam fazer, controlar e multiplicar o seu dinheiro de forma eficiente através da inteligência financeira.

Deixe uma resposta